domingo, 30 de dezembro de 2007

Um dia de gravação com O (grupo musical) Álister

Geralmente eu tenho que estar inspirada para escrever, mas como o blog foi mencionado na última sexta-feira, eu resolvi fazer uma homenagem e relatar “Um Dia de Gravação com O Álister”. Parece até título de um desses programas que passam na MTV rs

Eram 5 músicas e 5 horas disponíveis, o que eles aproveitaram bem e gravaram 6 baterias.

Local: VM (mas não aquela que vocês conhecem rapazes, VM de Vila Musical no Grajaú).

Os presentes: os músicos (obviamente) – Pedro, Tiago e Ricardo. Eu, Felipe “Comida” e o cara que fez a gravação que eu não fiquei sabendo o nome, mas que até ficou registrado em foto.

Incrivelmente não tenho nada a reclamar rs tudo correu bem, as baterias foram gravadas, fotos comprometedoras tiradas e o Pedro contribuiu para a ração da Chotta, muito generoso de sua parte. Fomos recebidos pelo integrante da banda Macraios (o Vaca também conhecido como André), aquela que eu tento assistir faz anos desde o SESC e ainda não consegui...

E para finalizar a noite, nos perdemos no Grajaú, Pedro dizendo pra sempre virar a esquerda, mesmo sendo contra-mão (!!!), nós quase subindo o morro...Eu to achando que é tudo culpa do Ricardo, porque é segunda vez que nos perdemos com ele dirigindo =PP E parece que depois tudo terminou em pizza (como não podia deixar de ser) quando eu já tinha deixado os meninos!!!

Eu só queria dizer que esse pessoal ae é tudo doido, e eu devo ser malucapor andar com eles =PP Fui praticamente jogada pra fora do carro, eles aos berros, gritando e discutindo, todo mundo olhando pra minha cara tsc tsc tsc, que vergonha!!! rsrs

http://www.fotolog.com/alisterbr

sábado, 29 de dezembro de 2007

Ai, que retardada!

Putz, fiz merda! Só porque o meu pai comentou que eu tinha que tomar cuidado na hora de filmar para não gravar por cima do que já estava filmado...adivinha o que aconteceu? E o pior é que eu sempre uso o mecanismo do “search blank”, eu sempre lembro, mas justamente hoje que ele frisou isso eu gravei por cima =/ Ai, que raiva!! Ainda vou ouvir muito quando ele ficar sabendo. Merda!

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Texto produzido um dia antes do Natal

Faz uns 2 anos que a época de Natal me deprime. E eu não consigo ao certo determinar o porquê. Algumas possíveis explicações vagam soltas na minha mente enquanto tento racionalizar meus sentimentos.

A época de Natal parece evocar o melhor das pessoas, mas o que percebi com o tempo é que o cotidiano me entristece e os valores de Natal me parecem hipocrisia pura, isso desde que comecei a ter consciência sobre o mundo e fui perdendo aquele encantamento e a expectativa por presentes.

A idéia do consumismo também me persegue, toda vez que tenho que dizer o que quero de Natal um conflito interno se inicia e acho que esse pânico talvez venha de outras épocas do ano, outras comemorações que exigem que eu quebre minha cabeça, pensando no que dar aos outros. Odeio essa obrigatoriedade imposta pelo capitalismo que nos ensinou a presentear o outro. Se não leva nada parece falta de educação, mas comprar por comprar, qualquer coisa, me irrita profundamente.

Eu gostaria de viver só de beijos e abraços. Eu sinto falta de tradição, um ritual para o Natal, mas novo, único, diferente do que já estou cansada de vivenciar. Às vezes eu gostaria de ser alienada, assim eu engoliria essa fórmula enlatada sem dor. Eu sinto desesperança para o novo ano que se anuncia. Que vontade de chorar. Eu me sinto vazia, sem perspectivas para o futuro, sem propósitos.

Acho que é por isso que não gosto de Natal e Ano Novo; é uma época que nos faz pensar sobre o futuro e eu prefiro viver no presente. A felicidade para mim parece estar sempre no passado, nas lembranças e nunca no futuro que é incerto. Isso que dá não ter ambições bem definidas e delineadas.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Balanço de Natal

Não devemos medir o Natal pela quantidade de presentes, o que importa é a qualidade do tempo que passamos com quem amamos. Mas como eu adoro fazer uma lista, aqui vão os presentes que ganhei. Engraçado que esse ano eu não esperava por nenhum presente em especial, acho que esse Natal realmente eu valorizei mais os momentos do que os presentes em si. Não tiveram surpresas e eu também não tive imaginação para comprar surpresas, o que geralmente gosto de fazer, mas realmente eu estava sem paciência esse ano. Vamos a lista então:

- 2 dvds de filmes,

- 1 relógio,

- 2 pares de brincos,

- chocolate,

- 1 camisola.

Acho que foi isso. Nada de mais realmente.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Os 10 melhores livros de 2007

Segundo O Globo esses foram os melhores livros:

1808 - Laurentino Gomes

O filho eterno - Cristóvão Tezza

O passado - Alan Pauls

Vira e mexe, nacionalismo - Leyla Perrone-Moysés

O amor não tem bons sentimentos – Raimundo Carrero

O príncipe maldito – Mary Del Priore

As benevolentes – Jonathan Littell

A invenção de Hugo Cabret – Brian Selznick

A menina que roubava livros – Markus Zusak

Na praia – Ian McEwan

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

Pra animar o dia

Link para um vídeo no YouTube da Cia de Comédia Os Melhores do Mundo. Rolei de rir! Daqueles caras do Joseph Climber!

Link: http://youtube.com/watch?v=cHxOUae9l78

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Clima natalino

Eu já fui mais alegre em tempos como esse...cantava músicas de Natal na janela aqui de casa quase colocando meus pulmões pra fora. Eu tinha 15 anos. Certo, agora eu não sou mais criança, e se eu ficasse cantando na janela, no mínimo iam me achar maluca, mas o que mudou? Acho que naquela época eu me importava menos em parecer idiota hehehe

É bom ter crianças em casa alimentando o clima de Natal, se não fossem elas seria tudo muito chato. Ontem mesmo eu estava meio pra baixo e comecei a escrever coisas horríveis, totalmente sem esperança, talvez eu publique mais tarde...Mas pra hoje eu resolvi evocar pensamentos positivos e deixar o pessimismo um pouco de lado. Estou na expectativa pela comida (todo ano eu estou passando mal e não como nada, hoje felizmente estou normal! rs), pelo jogo que minha mãe inventou e pelo amigo oculto.

Bom Natal, pessoas!!!!

sábado, 22 de dezembro de 2007

Quebra-nozes

Sim, fomos hoje ver a apresentação de ballet no Teatro Municipal. E mais uma vez eu lembrei como é ficar batendo palmas um tempão! Eu tinha esquecido que artista tem ego inflado...E a Débora não agüentava mais o mesmo cenário do segundo ato, depois da terceira ou quarta dança, ela emitia um ruído impaciente, “ai, meu Deus!” rsrs Pra variar eu não pude ficar sem criticar, tinha uma bailarina de perna fina que andava de ponta muito engraçado! Ela ficava bamba e parecia que ela estava tendo um ataque epilético (coitada). Eu adorei a orquestra e foi bem emocionante ouvir as músicas do Tchaikosviski. Mas os meus pais disseram que uma outra montagem que viram quando éramos pequenas tinha sido mais rica quanto ao cenário, minha mãe disse que até chorou quando viu a árvore de Natal. No final a Nat chegou à conclusão que os passos de ballet são muito repetitivos rs “Não diga!” rsrs Foi o primeiro ballet da Débora e sua primeira ida ao Municipal.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

ieba!

Hoje na última aula de Editoras eu percebi o quanto fui afortunada por ter escolhido meu livro rs tinham outros bem piores rs Engraçado que logo no finalzinho da aula o professor falou de uma “corrente” que acha que ler demais prejudica a pessoa porque ela pode ir perdendo sua identidade, o que eu discordo completamente (talvez ele tenha se expressado mal ou eu tenha entendido tudo errado...rs), afinal de contas estamos mudando constantemente quando entramos em contato com o que não conhecíamos, e não é por isso que deixamos de ser quem somos. Seguindo essa linha, existem aqueles que acham que devemos ler de 8 a 10 livros durante toda a nossa vida, e que um deles deve ser a bíblia. Eu estou em falta então rs

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Estilos de vida

Eu vivo um dia de cada vez, não porque eu seja viciada em drogas ou bebida, mas porque acredito que as grandes lições estão nas pequenas coisas. Uma ação, um olhar, uma lágrima, um puxão de orelha, uma risada gostosa!...Não sou muito adepta do Carpe dien porque geralmente ele vem acompanhado de irresponsabilidade, quando não, por que não?

Aguardem mais atualizações depois de quinta-feira porque estarei de férias!!!! Mas nada de excitações ainda rs

domingo, 16 de dezembro de 2007

Sobre o último livro que li

Bom, terminei de ler uma pesquisa feita sobre “A Economia da Cadeia Produtiva do Livro” para a matéria de Editoras, na verdade, eu meio que li duas vezes porque ainda estou terminando de recolher as informações pertinentes tanto para a apresentação na próxima quinta-feira, quanto para adicionar na parte escrita.

Eu tenho essa mania de escolher sempre o trabalho mais difícil pra fazer, acho que eu gosto de um desafio. Enquanto tinham livros pequenininhos, eu escolhi o de 166 páginas sobre economia, com uns termos chatos e referências históricas. Sem contar que o texto não é lá dos melhores, porque além de você ter que ter uma bagagem sobre o assunto pra entender as referências e saber do que ele está falando, o texto foi mal construído mesmo, com informações que deveriam estar juntas, mas você tem que pescar pelo texto todo, penei pra entender, meus pais que o digam rs

O que me desanima é que tive um trabalhão e não necessariamente eu vou receber uma nota justa porque o professor é muito exigente. Enfim...c`est la vie...

sábado, 15 de dezembro de 2007

Sem paciência para engraçadinhos

Eu não suporto pessoas que não me conhecem e já vão fazendo piadinhas...Ontem o carinha do ensaio que fui, quis saber meu nome e já foi apontando que eu deveria ter um [nome], mesmo que eu não tenha dito e que seria aquele na carteira de identidade e blá-blá-blá...Parece que ele, estando em um meio conhecido, escolheu o mais fraco para importunar, e neste caso fui eu. Por que eu deveria dizer o meu nome, se ele não se apresentou? Encheu meu saco só pra se mostrar sei lá pra quem. E ao final, quando íamos embora e começaram as despedidas, ele vem dizer que tinha sido um prazer me conhecer mesmo sem conhecer minha voz ?!?!?! Eu deveria era ter revidado e ter dito que só falava quando tinha algo a dizer, idiota!

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Natal no BB

Ontem o dia foi agitado. Depois de apresentar mais um trabalho na faculdade, pessoal ficou batendo papo como há muito não fazíamos! Acabou que me atrasei e minha mãe ficou me apressando pra chegar em casa. Almocei na rua pra ganhar tempo e logo que cheguei em casa fui direto para o banho, saímos tão apressadas que acabei esquecendo meu relógio em casa...Chegamos no Banco e um segundo depois o mundo caiu! O mesmo toró que teve ano passado nesse dia rs Todos na Agência atacaram as queijadinhas da minha mãe, todos elogiaram bastante, atribuindo o sucesso culinário à sua aposentadoria rs Começamos a colocar a mão na massa, ou melhor, na pipoca antes que as crianças chegassem. Ensacamos os milhos estourados e partimos pro cachorro quente! Quarenta quilos de pães e duas panelas de salsinhas!!! Depois paramos um pouco o trabalho e fomos ver como estava a festa. As crianças já haviam chegado e os animadores estavam distraindo elas.

A sensação da festa foi a Júlia, uma das filhas da Neide, deve ter 1 ano, ela comeu pipoca do chão, guardou salsicha no bolso do vestido e bateu com o rosto na porta de vidro umas três vezes!!! rsrs Tadinha!!! Ainda servimos refrigerantes, bolo, brigadeiro, presentes e saco de doces. Ufa! Chegamos em casa umas 21h, nem preciso dizer que eu estava morta, né?

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Aprendendo pelos outros...ou antes!

Dois professores meus da faculdade já fizeram apontamentos frutos de uma vasta experiência e muitos anos de vida, e eu me surpreendi de já saber o que eles levaram anos para entender.

O primeiro professor, disse que na vida você tem que ser aberto a tudo, sem preconceitos, ouvir e respeitar como os outros são. Sim, antes dele falar eu já tinha percebido isso.

O segundo, deste período mesmo, falou que depois de anos de análise, após perceber que seus problemas tinham origem na ausência de carinho quando criança de seus pais para com ele, percebeu que a resposta para isso era o amor. Algo do tipo “só o amor salva”. Bom, Jesus já dizia isso. As pessoas, como o professor é que não acreditam quando ouvem.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Declaração...de amor? Náááá

Sábado acordei e estava angustiada, tinha que escrever isso.

Já faz bastante tempo que eu tento conhecer você melhor, mas você não facilita muito. Eu não sei se é o seu jeito, ou se você não me dá bola mesmo. Então eu resolvi deixar isso às claras pra dar fim a essa fantasia. Pode ser frio, direto e cruel, eu até prefiro assim, porque fica mais fácil de deixar pra lá e seguir em frente. Você tem algo a dizer? rs

domingo, 9 de dezembro de 2007

As furadas da Álister

Pra variar Pedro nos meteu em mais uma roubada. Inocentemente, quanto estávamos iniciando nossa viajem para o Alto, em busca dos bombeiros, cantávamos alegremente “DuckTales!”. Procurávamos a Estrada da Paz, mas só encontramos a Estrada do Açude...Fomos adentrando a escuridão naquela estrada vazia e sinistra, mas não tínhamos com o que nos preocupar! A lanterna do celular do Pedro ia iluminar o nosso caminho =PP Depois de voltas subindo, voltávamos sempre a ver a igreja iluminada, não importava pra onde olhássemos. Com a gasolina esvaindo a cada segundo e curva, finalmente, encontramos um portão indicando a tal Pousada Vale Encantado. Buzinamos, esperamos e rimos da nossa desgraça. “Pelo menos achamos, é aqui”. Mais adiante, um bando de crianças fazia algazarra e gritavam “Vocês são os homens da caverna?!”. “Heim?!”

E as coisas só foram piorando, não tinha microfone, mesa de som, as caixas não funcionavam...E nisso, já eram 23:30, sendo que o Ricardo (batera) – nosso salvador, amigo, camarada, que iria nos levar todos de volta pra fora daquele fim de mundo – tinha que entrar no trabalho às 24:00, no Centro da cidade. O “show” acabou 24:05 e rapidinho saímos dali. Muita furada!

sábado, 8 de dezembro de 2007

YouTube Project: Direct

Um tempo atrás o YouTube lançou um concurso de diretor; os usuários teriam de fazer um filme com os seguintes critérios: ter no máximo 7 minutos, alguém teria que entregar uma foto para outra pessoa no curta e por último a palavra 'shenanigans' deveria estar incluída no diálogo de alguma forma. Pessoas de diversos países participaram e o vencedor seria escolhido pelos usuários.

E o resultado saiu! Ganhou um vídeo brasileiro, bem engraçadinho. Bom, vejam vocês mesmos!

http://youtube.com/watch?v=gl74J-aAnfg

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

No limbo

Odeio essa sensação! Com o final do período, alguns trabalhos finalmente acabaram, mas outros ainda estão esperando ser feitos...e eu fico dividida, já não estou com o mesmo pique pra fazer os trabalhos e quero férias! Desesperadamente! Faltam dois, não, três trabalhos. Um deles nem conta direito porque já está bem encaminhado, falta fazer só o storyboard do projeto de animação. Mas os outros dois, ainda tenho muito o que dedicar de esforço, paciência e tempo. O pior deles é a resenha de um livro (inteiro!), que comecei a ler ontem e tenho duas semanas para finalizar. Ai, ai.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Sentimentos recorrentes

Maças Vermelhas
Por Clarissa

Dia frio de agosto
Com aquele vento cortante
E eu me contorcendo toda

Lembro de você
E vou me aquecendo
Mãos geladas no meu rosto quente

São as maças vermelhas
Que me entregam

A temperatura subiu
Quando você me enganou
E a raiva escondida
Explodiu

Esse calor que me aquece
Escapa e me salva
Do frio cortante
Da chuva incessante

São as maças vermelhas
Que me entregam

Escolhi outro caminho dessa vez
Com destino ao Paraíso
E você não faz parte dele
_______________________________
29 de julho de 2007

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Quando nada ajuda e você desiste

Hoje aconteceu o Seminário que tivemos de montar para a disciplina Projeto 4. Depois de semanas insistindo, consegui confirmar a presença de nossa ilustre convidada, Roberta Alencastro Guimarães, diretora de Projetos de Arte e Cultura da Secretaria de Culturas do Rio de Janeiro. Pessoa super inteligente, competente e ocupada. Foi realmente uma vitória e muito proveitoso para nós. Depois de tudo, ela e as meninas da Ouvidoria, mereciam um super agradecimento, então eu tinha planos de mandar uma rosa e um cartão para cada uma das quatro com quem tive o prazer de falar. Mas, infelizmente, tornou-se impossível, porque nenhum lugar entrega 4 rosas, só um buquê inteiro. Quando eu já estava abraçando a idéia, porque elas merecem, minha mãe vem me dizer que ficaria estranho eu mandar um buquê e 4 cartões =/ ,ou seja, desisti, por que um cartão só também ia ficar estranho. Em vez disso, mandei um email. Sem graça, mas foi o que deu pra fazer diante das circunstâncias.

Parte do agradecimento:

Roberta Alencastro,

Obrigada por tudo e desculpe por qualquer inconveniente.

Bete Araújo, Heloísa Cordeiro e Isabela Richa,

Obrigada pelo carinho, atenção e paciência.

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Ainda bem que somos diferentes, mas...

Fiquei pensando hoje sobre como cada indivíduo tem certos talentos, facilidades, vocação, todos somos bons em alguma coisa. Pode ser que essa coisa não seja valorizada, mas temos diferentes habilidades e inteligências. Alguns sabem falar bem, outros escrever, outros têm uma boa memória, e temos que ter isso em mente quando nos comparamos aos outros. Não podemos nos deixar levar, se sentir inferior. Vamos, auto-estima! rs

domingo, 2 de dezembro de 2007

O golfinho já era

Meu pai acabou de me contar um caso interessante sobre corvos que me deixou chocada. O corvo não consegue quebrar nozes porque são muito duras, então eles começaram a jogar na estrada para o carro passar por cima e quebrá-las pra então eles irem comê-las. Mas o mais esperto ainda está por vir! Existindo a possibilidade deles serem atropelados, o que com certeza aconteceu, os corvos passaram a jogar as nozes na faixa de pedestres, e agora vem o mais notável!! Eles esperam o sinal fechar para poder pousar e pegar os pedaços de nozes!!! O.o Golfinho já era, sou fã dos corvos agora!!!

sábado, 1 de dezembro de 2007

Visão do inferno

Ontem não era o meu dia. Aniversário do Peeeedro, fomos prestigiar a banda Álister na Lapa, e acabei descobrindo que eu não gosto daquele monte de gente amontoada, aquele cheiro de xixi pra todo lado, ruazinhas escuras e aquela sensação de poder ser assaltada a qualquer momento...E você pode me culpar?!?! Não sei como as pessoas curtem a Lapa...Mas eu só fiquei com raiva mesmo porque a Nat disse que sabia onde era e acabamos dando voltas e mais voltas durante uns 30 minutos, sem saber direito pra onde ir. Eu não podia ajudar muito, porque confiando que ela sabia, não procurei saber onde era ou como chegar. Então aprendi uma lição: esteja sempre informada e não deixe sua vida nas mãos dos outros desse jeito! Hehehe Mas eu fiquei muito puta mesmo, dando patada em todo mundo...depois melhorou um pouco, o sono foi embora e um cara doidão no show alegrou geral com suas estripulias rsrsrs

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Pra se divertir

Eu estou com os dedos descancando e fui procurar na internet algo sobre...eu sempre ouvi dizer que era fígado, mas não custava buscar outros possíveis diagnósticos...acabei me deparando com esses tópicos em um board...rolei de rir!

Tópico: pele do dedo descascando

Pergunta: Tipo a nos dedo perto da unha da mao, fica saindo pelinha, alguem sabe pq e o q pode faze pra trata?

Respostas:

Ia postar limão+sol, mas...

Isso ai é problema de junta...junta tudo e joga fora

isso pode ser problema de figado kra

seven days.

Meu professor falo que quando descasca assim a mão ou o pé...É problema de ácido úrico.. pra resolve, acho que só parando de come pele de galinha..Si é que você come né..

podz\ kre eu ja ouvi fala de acido urico msm.. mas pele de galinah eu nem como n Oovlw

afffffui pesquisar esse negocio de acido urico, pq minha mao coicidentemente tah descascando tb...na verdade esse problema de excesso de acido urico vem com outros sintomas agregados, artrite, inflamacao, sangue na urina, etc... eh uma doenca que chama GOTA...quando tah assim descascando eh micose msmehehhehe

Eu tinha um amigo q teve isso....naum durou 1 mês...

Também pode ser sinal de colesterol alto.

Esse pode ser a explicação porque as peles do lado da unha descascam em mim.. que merda

putz cara tu vai perder suas digitais

Excesso de potássio.

Passa a tesoura...

isso que da não ter figado totalflex

cmg tb acontece, mas eu nao me importo, pq enqto eu nao parar de morder akela região, nao vai parar

tenho isso direto.. é uma desgraça total.. e quando vc vai enfiar a mão no bolso e a casquinhah enrosca no tecido... pqp... e quando tu vai tentar arrancar e arranca um naco do dedo junto ficando a carne viva? PQP!

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Caricatura


Sábado fui numa festa com a minha irmã e posamos pra essa caricatura.

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

O que me irrita em você

Conviver com pessoas é complicado. Engraçado como quando conhecemos alguém há pouco tempo, a falta de intimidade produz um efeito distorcido de nossa personalidade, pois a pessoa tem mais cautela e não se mostra como realmente é. Parece até que nesse início em que se está mapeando os outros e entendendo como cada um responde a diferentes situações, se ouve mais, escuta realmente o que outro tem a dizer, considera suas palavras com muito mais cuidado, diferente de quando já se tem uma intimidade mais avançada.

E essa intimidade já vem me irritando há algumas semanas, hoje eu precisava gritar de tanta raiva que eu estava, o grito ainda está na minha garganta, esperando uma oportunidade. É muito ruim quando percebemos que alguém próximo de nós nos está fazendo mal e eu fico sem ação. Qualquer coisa é motivo pra discussão, bate boca, a imaturidade não ajuda nem um pouco. Eu que sou super calma; odeio me alterar por sua causa, ouvir sempre as mesmas histórias, as mesmas reclamações, sempre aquele humor pra baixo, deprimido. Você suga minhas energias e me acompanha como uma sombra, afastando os outros. Isso é uma novidade pra mim, me sentir tão incomodada, sufocada, manipulada.

A solução? Ai, ai. Ainda vou ter que encontrar, mas acho que o caminho é relevar, levar na esportiva, sei lá, acho que tenho levado tudo muito a sério, mas fica difícil relaxar e deixar isso pra trás quando se não tem pra onde fugir. Fugir não é a solução? Pois eu acho que nesse caso é sim, porque ficar e lutar é bater de frente, e ficar mal depois, porque essa teimosia é do tipo que não muda. Feliz é aquela que se livrou disso, e eu entendo perfeitamente porque não quer voltar, ela se libertou. Como as pessoas podem ser assim? Por isso que eu digo: eu devo ter feito muita merda pra ter que viver com esse karma. Espero achar uma solução logo, porque o fio cada dia estica mais.

Ficou pesado, né?! Eu esperava me sentir melhor de escrever e expressar essa raiva, mas não ajudou muito. Aff!

terça-feira, 20 de novembro de 2007

100!

Centésima postagem! UHULLL!!! Parece que foi ontem que tudo isso começou...

Apesar de hoje ser feriado no Rio (Zumbi!), fui bater ponto na UFF, porque em Niterói hoje é um dia como outro qualquer. O que importa é que eu fui, e fiquei muito feliz por ter ido, é muito bom reencontrar os amigos, relembrar casos, jogar conversa fora. Cada vez mais, as pessoas na facul vão se distanciando...alguns são turistas, outros brigaram, uns estão atrasados...mas quando junta geral é uma felicidade só! Mal posso esperar por sábado, vai ser a festa do Thi e todo mundo vai! Vai ser A comemoração, com todos presentes, são momentos como este que não tem preço =D

Rapidinha da Débora

Cla: Pai, me empresta R$10,00?

Dé: Você tá pedindo emprestado pra devolver ou não?

o.O

Eu fico impressionada como a Débora tem umas tiradas, criança tem uma percepção tão rápida das coisas. Você pode ter ficado sem entender, é que eu tenho costume de pedir dinheiro quando preciso, mas tenho a fama de não devolver rsrs normal, e ela foi justamente onde a ferida dói. Hehehe

domingo, 18 de novembro de 2007

Vencedor x Vencido

Na última aula de “Editoras”, bastante interessante por sinal, o professor dando uma de momento terapia, pediu para falarmos o que achávamos deste par e dizer o que nos considerávamos, vencedores ou vencidos. Eu fui a quarta pessoa a falar, e por isso, alguns aspectos já haviam sido falados, como a realização pessoal e como cada um deve ser um vencedor se for feliz e blá-blá-blá...Mas chegando a minha vez, não falei muito, só disse que me achava no limbo dos dois, porque na verdade nem chegava a considerar esse tipo de classificação.

E realmente, eu sou daquelas pessoas que participam de um jogo só por jogar, só para fazer um social, só para interagir e conhecer as pessoas. Sou daquelas que deixa a irmã menor ganhar só pra ver o seu sorriso, sua felicidade por ter ganhado da irmã mais velha. Eu realmente não sou competitiva e eu aceito muito bem isso, as outras pessoas que não entendem, olham torto, fazem um escândalo quando ganham e tentam me fazer sentir mal por ter perdido. Vai entender as pessoas.

sábado, 17 de novembro de 2007

Esgotamento

Eu adoro escrever, para mim, escrever funciona como um organizador de idéias, a minha expectativa é que eu consiga transmitir em linhas e palavras, o que acontece dentro de mim. Às vezes, quando inspirada, vem aquelas construções poéticas! Mas ultimamente o estresse tem sugado minha vitalidade para escrever. Algo comum, com certeza! Eu nunca produzi tanto, tendo o blog aqui esperando ser preenchido, mas realmente estou meio esgotada e sem muita criatividade. Uma pena.

"Os pensamentos voam e as palavras andam a pé. Esse é o drama de quem escreve." (Julien Green)

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

By Gil Grissom

"The best intentions are faught with disappointment".

terça-feira, 13 de novembro de 2007

Iniciativas que me fazem feliz

Na última revista de domingo do Jornal do Brasil, saiu uma reportagem bem interessante de uma ONG que praticamente virou uma agência de empregos, o que acontece de diferente nela, é que os seus agenciados eram camelôs até conseguirem um emprego através da ONG Life. É com certeza um espaço que atende pessoas que foram deixadas à margem pelo Estado, que não conseguiu prover à população o mínimo para ela conseguir um trabalho descente. Os agenciados recebem aulas de português, matemática, informática, marketing, higiene pessoal e etiqueta por 5 meses. Ninguém deveria ter que trabalhar na informalidade como acontece com os camelôs.

A idelizadora do curso aponta para a dificuldade de convencer uma pessoa que pode ganhar até R$ 1.200,00 por mês na rua a deixá-la.

Engraçado que nós dicutimos esse tipo de coisa na aula, como as ONGs surgem para atender demandas que o Estado não consegue identificar.

domingo, 11 de novembro de 2007

Estupidez humana

Era uma vez, um garoto mentiroso, manipulador e idiota. Ele fazia parte de um grupo de trabalho na escola, mas não porque fosse amigo deles, ele infiltrou-se naquele meio sem consulta ou consideração, ele apenas pensou que poderia enganá-los mais facilmente. Enquanto o grupo era a favor do sorteio de temas para a apresentação do trabalho, ele usou sua lábia e escolheu o tema que mais lhe convinha, com o pretexto de saber falar bem sobre o assunto. O que os outros poderiam fazer? O jeito foi confiar no sujeito, apesar de haver discussões e suspeitas.

O tempo passou e o dia da apresentação chegou, e será que ele passou todo aquele conhecimento que ele dizia ter? Não, ele foi medíocre e teve sua fala corrigida pelo professor inúmeras vezes e não falou nada que outros do grupo não soubessem. E o fim, não trouxe o “felizes para sempre”, a apresentação ficou prejudicada e pobre, apesar do melhor desempenho dos outros do grupo.

O que se faz com uma pessoa dessas???

sábado, 10 de novembro de 2007

O esquilo que não era famoso

Um tempo atrás me deparei com uma cena ridícula. Estávamos no parque Imperial em Petrópolis e avistamos um esquilinho numa árvore comendo uma semente. Muito fofo! Ficamos ali admirando a natureza, maravilhadas!

Eis que uma família, ao passar por nós, nota a existência daquela criaturinha e param para observar.

Pai para as filhas: Vamos tirar uma foto?!

Filha: Pra quê? Ele não é famoso.

o.O

O pior foi o silêncio depois, porque em uma situação dessa, o pai deveria intervir nessa construção errônea e claramente fútil e explicar para a menina que não é bem assim. Tarefa difícil, ensinar valores nobres e profundos, pois evidentemente, a menina perdeu aquele sentimento de inocência e a capacidade de se maravilhar com as pequenas coisas da vida como a natureza.

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Histórias de Grissom

Sobre os diferentes depoimentos de pessoas envolvidas em uma cena de crime:

Um professor fez um experimento em que pediu para um certo número de pessoas contarem quantas vezes a bola era passada durante um jogo de basquete. Durante o jogo, um cara vestido de gorila passou correndo pelo meio da quadra. Ao fim do primeiro tempo, o professor perguntou se haviam visto o gorila e uma parte deles nem percebeu o ocorrido. “Que Gorila?”

O que podemos tirar dessa história? Às vezes estamos tão concentrados em alguma tarefa ou idéia que deixamos de perceber o que realmente está acontecendo à nossa volta. Por isso, devemos buscar outras perspectivas e não ficar batendo na mesma tecla. Quando as coisas começam a dar errado, é bem possível que você mesmo esteja agindo de forma egoísta, desinteressada, castradora, egocêntrica entre outras.

domingo, 4 de novembro de 2007

Droga de saúde & Baratos da Ribeiro

Engraçado como eu sempre achei ser uma pessoa saudável; como bem, faço exercícios (quando tenho a oportunidade), nunca quebrei nenhuma parte do meu corpo, nunca tive que me preocupar com idas repentinas ao hospital, uma vida feliz eu diria, neste aspecto.

Devo estar no meu inferno astral de saúde! Além do cisto, agora veio me aparecer um parasita e ainda um começo de eczema no pé. Aff!!!

Ontem fui num lugar super bacana, um sebo “Baratos da Ribeiro”, onde ouvi três bandas (Real Sociedade/Parlophone/Stellabella). Achei uma ótima idéia, livros e música! Mas aparentemente esse foi o último dia de bandas, entretanto eles têm outras atividades acontecendo lá. Não deixem de visitar o blog deles!!!

Endereço: Rua Barata Ribeiro n. 354, loja D. Próximo ao metrô Siqueira Campos, na altura do Posto Quatro - Copacabana.

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Mente Fértil

Durante a última aula de “Processos de Gestão Cultural” o assunto discutido presente nos textos dizia respeito ao turismo consumista que praticamos atualmente, quando procuramos pacotes de viagens para gastar nosso dinheiro, congelar momentos no exterior e não nos preocupamos em conhecer sinceramente a cultura à qual estamos sendo apresentados, buscando nos conhecer a partir de vivências externas ao nosso cotidiano. Realmente esse assunto deu muito o que discutir, mas acabou que a conversa enveredou para outro assunto que despertou minha atenção.

A grande maioria da população trabalha demais, ao invés de se trabalhar para viver, vive-se para trabalhar. Não há tempo durante a semana para qualquer tipo de lazer, as pessoas chegam em casa cansados e só pensar em descansar, e quando chega o fim de semana, a idéia de se estressar com trânsito, filas, lugar para estacionar entre outros, desanima qualquer um. Mas não há nenhuma novidade aqui. O que me chamou a atenção foi o seguinte:

Se a jornada de trabalho fosse diminuída, será que as pessoas investiriam esse tempo em atividades culturais?!?!?! O que você acha? Se alguém de manhã tem a chance de dormir mais antes de trabalhar, será que acordaria cedo para visitar uma exposição, por exemplo. Ou mesmo que saísse 17h horas do trabalho, será que iria assistir um espetáculo de dança? Uma peça de teatro?

O fato é que as pessoas já estão condicionadas a fazer sempre as mesmas coisas, começar um hábito é complicado, e vamos concordar que fazer parte de atividades diferentes é muito enriquecedor, mas exige uma certa dedicação, e as pessoas são MUITO preguiçosas, e eu me incluo nessa. Já me peguei diversas vezes tendo de me obrigar a fazer certas coisas, repetindo como um mantra que a longo prazo, para o meu crescimento como pessoa, essas experiências valem a pena.

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

REUNI, Não!!!

Eu sempre desconfiei do Governo, ou eles não têm a menor idéia do estão fazendo, ou sabem muito bem, e as duas opções assustam.

Faço parte da tal corrente conservadora contra o REUNI, e enquanto os otimistas batem na tecla de aumentar o número de vagas das Faculdades Federais, eu digo porque isso não está certo: primeiramente, as estruturas físicas já não agradam os alunos que lá estão, quem garante que isso irá mudar com o REUNI?!?!?! Porque a única forma de fazer caber os alunos nas salas, nos laboratórios, seria fazer uma grande reforma, comprar novos equipamentos, e duvido que isso irá acontecer.

Dizem que os cursos à noite terão suas vagas aumentadas, mas quem terá coragem de se deslocar por Niterói à noite??? Os alunos são assaltados durante o dia e muitos fogem das aulas à noite pela mesma falta de segurança!!!

Pouquíssimas optativas são oferecidas porque os poucos professores estão ocupados demais com as matérias obrigatórias, diminuindo nossas opções cada vez mais. É fato que os alunos da UFF NÃO querem o REUNI, falta saber se seremos ouvidos.

Essa é uma mudança que precisa de muita discussão e atenção, porque uma vez implementada pode muito bem ser um caminho sem volta.

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Descobrindo os mentirosos

Eu sempre tive facilidade para saber quando minhas irmãs mentiam, bastava observar a linguagem corporal e geralmente elas se entregavam pelos olhos. Qualquer um que investigasse o discurso delas poderia perceber.

Mas quando se cresce, as pessoas desenvolvem melhor suas "habilidades" e talvez seja mais difícil descobrir. Trago, portanto um dado bastante interessante, que aprendi na tevê (CSI também é cultura!), e que poderá ajudá-lo.

Quando uma pessoa está contando algo que é uma lembrança, ela costuma olhar para o lado direito. Quando ela olha para o lado esquerdo, isto significa que está inventando o que está contando, e talvez o caso não tenha acontecido exatamente com ela está dizendo.

Legal, não?!

domingo, 28 de outubro de 2007

Repertório musical defasado

Local: Carro da Bruna.
Passageiras: Roriz, Bel e eu.

Uma música começa a tocar na rádio, Roriz e Bruna começam a cantar. Era um português misturado com inglês e eu acabei ficando curiosa...

Cla: Que música é essa?

Bru e Roriz: Você não conhece essa música? Em que mundo você vive? Você não ouve rádio?

Roriz: É da Vanessa Da Mata.

Cla: Hmmm...conheço não.

Bru: Você escuta música, Clarissa?

Cla: Não escuto rádio há muito tempo, desde a época do vestibular e até a rádio Cidade acabar.

Bru zombeteira: E aquela do Titanic, você conhece?

Cla: Haha, conheço sim.

Bru: E essa que está tocando?

Cla: Conheço sim! (Era aquela do Akon)

Bru: Ah, bom!

sábado, 27 de outubro de 2007

Adeus...e Olá

Infelizmente a tentativa de mudar radicalmente de sistema operacional não foi bem sucedida. Não conseguimos fazer o som funcionar no Linux de jeito manera...então rendi-me à Microsoft novamente. O pc está a toda funcionando (finalmente)! Mas até que foi bom ficar sem pc um tempo, li bastante, acho que vou manter as poucas horas diante do computador, faz bem para a sanidade mental ;)

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Falta do que fazer

Como vocês devem saber, outubro é o mês do servidor público. Parabéns para o Governo pela iniciativa, realmente devemos valorizar nosso servidores, mas não precisa perder a noção do ridículo. Hoje de manhã fiquei sabendo que o próximo dia 16 foi decretado como ponto facultativo, e por quê? Bem, aparentemente o dia do servidor público irá cair no fim de semana, e por isso tomaram essa decisão idiota. Eficiência não é o forte do servidor e ainda me metem essa? Quero só saber se no ano que vem, se o dia do servidor cair dia de semana, se não vão manter o dia 16 como facultativo por qualquer outro motivo!!!
Que povo preguiçoso-descarado-sem-vergonha!

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Texto recuperado

Minhas aulas de “Editoras e Mercado do Livro” têm sido bastante férteis, estimulando minha mente para áreas bastante interessantes. Estávamos discutindo como é recente a profissionalização do escritor, e eu realmente nunca tinha parado para pensar sobre isso. Quando eu nasci, ganhar dinheiro com livros, best-sellers, já era algo notório, mas meu professor atentou que essa tendência começou no final do século XIX e no XX. Antigamente, as pessoas escreviam para refletir e exprimir pensamentos, idéias, não se ganhava dinheiro escrevendo. O livro era um bem produzido a partir da sociedade para a própria sociedade. Os escritores então, tinham um trabalho que “pagava as contas” e escrever era tido como algo secundário. Ninguém cogitava viver de escrever.

A partir dessa informação comecei a refletir sobre as pessoas que defendem com unhas e dentes o ideário de ganhar dinheiro fazendo o que gosta somente. Importante aqui é ressaltar o SOMENTE; é fato que vivemos na era do hedonismo (já faz algum tempo até), todos buscam o prazer e nada mais. Mas há de convir que a noção de prazer é bem relativa; deixando de lado aqueles que sentem prazer ao machucar o outro,vamos pensar um pouco sobre os que buscam o prazer através de ações menos psicóticas rs

É óbvio que queremos viver fazendo o que gostamos, mas fazer o que não gostamos também faz parte. A meu ver, todo cidadão deveria almejar ter dois empregos, um que pague as contas para sobreviver – geralmente este é o momento em fazemos o que não gostamos, mas acaba sendo necessário – e outro que corresponda ao que gostamos de fazer. Na prática, o que acontece é um desequilíbrio desses dois objetivos, uns só fazem o que não gostam e outros só fazem o que gostam.

Para mim, uma das duas atividades deve passar pela contribuição para a sociedade como um todo (pois existem funções necessárias para manter as coisas funcionando) e pensar nas melhores formas de fazer as coisas acontecerem. Para alguns (muitos), retribuir para a sociedade pode ser uma tarefa enfadonha e sem estímulos, mas todos deveriam se preocupar com essa questão. A palavra-chave é equilíbrio, sem dúvida.

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Chove chuva, chove sem parar

É, qualquer pessoa que more no Rio sabe o inferno que foi hoje pra sair de casa. Acordei cedo e já fui logo dar 'bom dia' pro computador rs Enquanto esperava a água parar de cair eu fiquei brincando com o Linux, finalmente consegui (eu não! meu pai!) instalar a versão do Kurumin, depois de inúmeras tentativas com o Ubuntu. Eu não ia sair, mas o destino me expulsou de casa e acabei saindo só pra me molhar mesmo =PP Cheguei em Nikit pra voltar, e tudo um caos!!! Com o Rebouças interditado por causa de deslizamento e o transbordamento do rio Maracanã, estava tudo parado e muito molhado! Passei no CCBB pra não perder a viagem ao Centro e uma parte do teto tinha caído o.O
Ô, chuva perversa!

terça-feira, 23 de outubro de 2007

O ser humano: a escória do mundo

Gente, aqui está um link sobre uma "intervenção artística" muita da cruel. Fizeram um abaixo assinado pra punir o cara que fez isso com o pobre cachorrinho.

Link:
http://blowg.pixelzine.com/cgi-bin/mt/mt-comments.cgi

"Um artista da Costa Rica, Guillermo Habacuc Vargas expôs um cão vadio faminto numa galeria de arte. O artista capturou o cão e o manteve preso na exposição por uma corda curta, e ele morreu de fome tendo um prato de ração à sua frente, porém fora de seu alcance".

Como alguém pode ser tão frio?!?!

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Produção e cirurgia

Um professor meu uma vez disse que é nas horas de ócio que produzimos. E realmente é verdade, estruturamos teorias e pensamentos quando estamos livres de outras ocupações.

Mas também não é só nessas horas, também produzimos quando fugimos de algo que deveríamos estar fazendo, quando escolhemos deixar de lado alguma obrigação para elaborar sobre outros assuntos mais interessantes. Engraçado como às vezes temos grandes idéias quando deveríamos estar estudando ou trabalhando.

Saúde: Hoje marquei a cirurgia para a retirada do cisto do meu ombro. Ela está marcada para o dia 12 de novembro, aparentemente é um procedimento simples, com anestesia local e deve durar cerca de 20 minutos. Espero conseguir ficar calma...

domingo, 21 de outubro de 2007

Charada

Repeat after me: Silk, silk, silk.
What does the cow drink?

sábado, 20 de outubro de 2007

Corrida contra o tempo

Eu queria que essa sensação fosse embora, não consigo deixar de sentir que há muito o que fazer e pouco sendo feito realmente. Agora começam os trabalhos da facul, um atrás do outro e eu gostaria de estar lendo livros, estudando vários assuntos, escrevendo, parece que cada segundo que não estou fazendo algo perco um tempo precioso. E isso deixaria qualquer um louco, não?! Tem sido bem difícil me concentrar no que estou fazendo, sem pensar no próximo tópico a concluir. O jeito é tentar fazer uma lista com tudo o que tem de ser feito por obrigação e os prazeres a parte, numerar por ordem de importância e ir riscando os pontos atingidos. Geralmente eu faço isso e não tenho nenhum problema...talvez a falta do computador esteja afetando a minha organização...

Ah, novidade: aproveitando a pane do pc decidi deixar a chata da Microsoft de lado e dar uma chance pro nosso amigo gratuito, o Linux. Estou com um bom pressentimento quanto a isso e espero estar adaptada o mais rápido possível. Daqui a algum tempo eu informo aqui, como está indo o processo todo.

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Bye-Bye PC

Infelizmente um vírus detonou o meu sistema operacional =/ Desta forma, fica bem difícil escrever qualquer coisa que vier na cabeça...ainda vou tentar escrever à mão mesmo e depois digitar. Estarei sem computador até o fim de semana (talvez antes), mas farei o máximo pra postar. Eu já tinha escrito um próximo texto pra colocar aqui, mas o perdi...talvez eu consiga recuperar, façam figa! rsrs

Recentemente saiu no jornal que uma licitação para pedágio em algum lugar, não lembro onde, por R$ 0,99, sabem o que isso significa??? Por que pagar R$ 7,00 quando podemos pagar R$ 1,00?? Parece que as autoridades vão investigar o porquê da disparidade...o meu pai arriscou uma resposta: Quando os outros pedágios fecharam suas licitações, o risco país do Brasil era maior, a economia não era tão estável quanto agora e, portanto, o preço seria maior para cobrir esse risco. Quem sabe o pedágio da ponte Rio - Niterói diminui, heim?! ;)

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Confusão mental

Ultimamente muitos assuntos diferentes borbulham dentro de mim. Começo a arquitetar textos completos enquanto ando, durante a aula, na barca voltando de Niterói, muitas coisas pra exprimir, mas minha mente pensa mais rápido que meu braço e mão, sem conseguir acompanhar. E acabo perdendo frases completas, construídas perfeitamente para o seu propósito. Aff.

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Wish I Could Turn Back Tiiiiiime

Eu queria voltar no tempo...pra tirar meu cisto antes que ele inflamasse =/

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Conselho Municipal de Cultura

O Conselho Municipal de Cultura do Rio de Janeiro precisa se tornar uma realidade. A Camara de Vereadores aprovou sua criação, mas o Prefeito não sancionou a Lei. A Camara então derrubou o veto e promogou em 26/04/07 a Lei que cria o Conselho Municipal de Cultura.

O Prefeito agora resolveu entrar na Justiça arguindo inconstitucionalidade. A Procuradoria da Camara vai recorrer, mas precisamos ter um número expressivo de pessoas apoiando esta criação.

Parte da petição:

"Na região do grande Rio de Janeiro iniciativas de inclusão social pela arte com seus projetos de música, teatro, cinema e vídeo, fotografia, dança, literatura e artesanato, mostram que não há melhor antídoto contra a violência, a desagregação e a desigualdade. O Legislativo deu a partida. Resta agora que, junto com o Executivo e a Sociedade Civil organizada, artistas, produtores, gestores e instituições culturais, transformem em realidade um sonho longamente acalentado".

Link para petição: http://www.petitiononline.com/26052007/petition.html

Obrigada pela atenção!

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

A arte de interpretar sonhos

Bem que eu gostaria de dominar as técnicas para saber o que cada acontecimento em meus sonhos significa. Anos atrás sonhei que o meu reflexo no espelho acenou para mim. Em outra ocasião sonhei que minha irmã era canibal e me comeu. Durante um curto período, sonhava que meus olhos estavam fechados e não conseguia abri-los de nenhuma forma. Aflição! Já sonhei que caia de uma altura enorme. Sonhei que dirigia um carro loucamente. Minha mãe perdeu um dedo porque uma tartaruga o mordeu. Um robô do tamanho de uma geladeira estava na minha varanda a me espreitar com luzes vermelhas em lugar de seus olhos. Sonhei que estava sem roupa no meio da rua. Sonhei com pessoas que no dia seguinte encontrei. Sonhava com o Chucky e acordava passando mal. E mais sonhos virão!

domingo, 7 de outubro de 2007

Ai, levei uma conada!

Essa é a frase que está em voga essas duas últimas semanas rs Como eu escrevi anteriormente, a Dolly tirou umas verrugas e teve que colocar aquele cone esquisito pra não morder as feridas. No início foi difícil, mas agora ela se acostumou e as feridas estão quase boas; mais uns dois ou três dias e poderemos tirar o cone. Com a sua melhora, meu estado de espírito também vem se acalmando!

Essa última sexta-feira, levamos ela para o que seria sua última consulta no veterinário para tomar mais uma dose de penicilina. Liguei para médica para tentar livrá-la do compromisso...

“Alô, doutora? Eu queria saber se você acha realmente necessário levá-la aí?”

“Eu acho que sim, depois de três dias, a bactéria pode ficar resistente.”

“Mas ela não está recebendo antibiótico com o remédio de spray que estamos dando?”

“Aquele é local, o que eu vou dar é sistêmico.”

“Será que não podemos levá-la segunda-feira? Ela ficou muito estressada da última vez.”

“É melhor vocês virem”.

“Tá bom”.

Chegando lá, apesar da Dolly estar bem e as feridas quase cicatrizadas, ela teve o despeito de pedir um novo exame de sangue. Eu estava incrédula.

“Mas ela acabou de fazer um, antes da operação!”

“Mas eu fiquei preocupada com a demora da cicatrização, pode ser alguma coisa.”

(“Que mercenária!”)

“E exame de diabetes, ela fez?”

“Ahn, acho que não...”

“Vocês notam formigas na urina dela?”

“Lá em casa não tem formiga.”

“Não? Hmmm, podemos fazer também. Se vocês quiserem podemos tirar o sangue agora mesmo ou amanhã.”

“Vamos ver...”
Nunca mais voltaremos lá!

sábado, 6 de outubro de 2007

Minha mais nova aquisição!

Ontem marcaria minha volta ao futebol, mas infelizmente a médica proibiu até eu resolver o problema do ombro =/ Porém provando a minha determinação de voltar, comprei estas belezinhas aí =D

sexta-feira, 5 de outubro de 2007

Exemplo de consideração

Essa semana eu discuti com a minha irmã, coisa boba, normal. Às vezes acordamos na mesma hora para ir pra UFF e outras vezes não. Ou ela ou eu tem aula mais tarde ou mais cedo. O que acontece é que eu não consigo dormir mais quando tenho aula mais tarde porque ela solta a Dolly e eu acabo perdendo o sono com a bagunça. Diante dessa situação, caminhando para o ponto de ônibus, eu comentei que aquilo realmente me irritou porque eu precisava dormir mais um pouco. Ela se defendeu, disse que não era culpa dela a Dolly fazer bagunça de manhã. Discutimos um pouco e eu deixei o assunto de lado, porque não valia a pena, era uma briga perdida pra nós duas.

Nos dia seguinte, eu tive que acordar cedo e como o computador estava ligado, eu fui responder um scrap. Ela reclamou dos barulhos das teclas, e eu cheia de ressentimento na voz, respondi "Agora você sabe como eu me sinto". Ela revidou dizendo que não era culpa dela. Eu fiquei calada, eu sabia que não era sua culpa, mas isso não mudava o fato de ela estar experimentando o que eu sentia no dia anterior.

Para minha surpresa, alguns dias depois, a situação se repetiu, mas a Dolly não apareceu. Acordei um tempo depois e a porta da cozinha estava cerrada; será que era aquilo mesmo? Sim, ela tinha fechado a porta pra Dolly não ir me acordar! Foi uma surpresa muito agradável. Saber que ela não guardou rancor e parou para pensar na situação e tomou uma ação de consideração à minha pessoa. Aprendemos uma grande lição hoje, ela demonstrou para mim o quanto madura está e eu aprendi mais sobre ela e sobre o comportamento humano.

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Roberta Sá, sabe?!

Dando continuidade ao roteiro cultural, conheci ontem o Teatro Rival. Pequeno, aconchegante, só tenho uma ressalva quanto ao banheiro. As latas de lixo não deveriam ter tampa, facilitando a limpeza do local. Teve gente que com preguiça ou por pressa nem se deu ao trabalho de pisar na alavanca, acumulando papel em cima da lixeira o.O

Fora isso, conclui que realmente samba e bossa nova, seja lá o que a Roberta Sá cante, não faz minha cabeça. Nada contra ela, sua voz é afinada, boa de ouvir, mas a forma de cantar é constante, as letras geralmente são sobre coisas banais que não me fazem sentir emoção. Pra dizer que não gostei de nada, a banda era muito boa e gostei da música do fogo e da gasolina, mais animadinha.

http://www.rivalbr.com.br/

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Luxúria e ódio

Eu tentando ser mais expansiva e emocional =PP

[VIDEO DELETADO]

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Memorial feito em 20 minutos

Difícil começar a definir , são tantas faces, lados e vértices. O que me define? Tantas coisas! Escrever, ler, meus pais, meus amigos, minhas obsessões, minha curiosidade, minhas letras...

Encaro a vida como uma jornada necessária, uma vida para conhecer, aprender, refletir, pensar, produzir, concluir, repensar, mudar de idéia, aceitar, brigar pelo o que acredito.

O que busco diariamente? Entender o porquê de atitudes, questionar ações; crio mundos paraleos, me descubro a cada instante e às vezes me surpreendo. Busco entender conflito internos, penso demais, e escrevo para não ficar dando voltar no mesmo lugar. E assim, progredir.

Gosto da idéia de ser útil porque a recompensa me faz feliz, sorrir, me faz girar, continuar, esperar o amanhã.

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Quase assaltos

Hoje foi a segunda vez que quase fui assaltada na minha rua. A primeira vez, tempos atrás, um garoto parou de bicicleta do meu lado e falou pra eu passar as jóias. Eu lembro de ter ficado meio confusa porque eu não estava usando nenhuma. Fiquei olhando pras minhas mãos e continuei andando. Acho que ele não tinha na verdade a intenção de me assaltar. Parecia mesmo ser coisa boba de muleque.

Mas hoje foi um pouco mais sério. Mais ou menos na mesma altura da rua e do mesmo lado (acho que vou mudar de lado a partir de agora o.O), dois caras numa moto pararam do meu lado e o cara de trás saltou, dizendo pra eu passar o celular. Só que estava tão absorda pensando na Dolly, que parecia que a voz dele vinha de longe, baixa, eu ouvia mas não prestava exatamente atenção. Eu continuei andando e por reflexo fui pro meio da rua, de encontro com um carro de auto-escola que vinha devagar. Ele chegou a dizer às minhas costas que estava armado, mas eu continuei andando. O outro que estava na moto o chamou e eles foram embora. Graças a Deus ele não estava armado realmente.

Enquanto eu caminhava, comecei a pensar que ele poderia estar apontando para minhas costas e poderia disparar a qualquer momento. Mas nada. Foi engraçado que por um segundo eu fiquei com essa dúvida e eu senti paz, senti vontade de viver, e parei de pensar nas coisas negativas que antes estavam me consumindo. Sinistro.

domingo, 30 de setembro de 2007

Espere sempre o melhor

Eu não me consideraria religiosa, apesar de ter uma curiosidade infinita por religião. O discurso religioso me irrita a maioria das vezes, mas não nego que procuro viver seguindo o bem, fazer o que acho certo, buscar uma vida saudável, sem excessos, pensando em questões que envolvem todos nós. Muitos podem achar meu estilo de vida tedioso, mas cada um tem o seu e mesmo os que seguem caminhos que a princípio representariam o divertimento e prazer em pessoa, têm momentos de baixa estima. Ninguém está livre disso. Mas onde eu quero chegar com essa divagação?

Todos temos momentos em que nos sentimos sem estímulo, com raiva de tudo e de todos, sem esperança, triste aparentemente sem motivo às vezes. O que quero explicitar aqui é o meu método de buscar o ânimo e o equilíbrio. Você pode chamar de reflexão, meditação, oração, seja qual for o nome, eu particularmente, me dirijo aos “amigos esprituais”, mas se você acredita em energia, Deus, qualquer força maior que nós é ali que você deve se concentrar. Ao orar, eu peço luz, energia, força e ajuda para os espíritos à minha volta que possam estar me obsediando.

Essa semana que passou, apesar de orar com uma certa freqüência à noite, parecia não estar fazendo efeito completo, o que geralmente funciona. Resolvi ser mais específica, pedir força para mudar de atitude, encarar as coisas de forma diferente e voilá. Com o passar da semana procurei ser mais positiva quanto a tudo que acontecia, alguns acontecimentos me fizeram perceber que outras pessoas, assim como eu, enfrentavam questões parecidas com a minha baixa estima, o que de alguma forma, deu-me forças para desligar um pouco dos problemas e deixar os acontecimentos fluírem e acreditar que o melhor iria acontecer.

sábado, 29 de setembro de 2007

HOUSE! HOUSE! HOUSE!

Em homenagem a quarta temporada, que começou nos EUA essa semana, aqui vai um desenho feito pela Nat! Ah, e parabéns Sabrina pelos seus 8 aninhos completados hoje!

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Exame de sangue

Felizmente(ou infelizmente, quem sabe) eu ainda não vou morrer! Meu exame de sangue ficou pronto e está tudo ótimo! E eu pensando que o colesterol ia estar nas alturas ou a glicose!!

Glicose ........86 mg/dl
Normal .......70 a 99

Colesterol ........178 mg/dl
Desejável .............< 200

Triglicerídeos ........79 mg/dl
Normal ...................< 150

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Sobre o Medo e o Ressentimento

MEDO
“ Quase sempre cultivado (o medo), deveria ser racionalizado, a fim de inutilizar-lhe a procedência , para constatar que tem origem maior na imaginação receosa do que em fator real de desequilíbrio e de prevenção de perigo”.(...) “Caminhos não percorridos prosseguem sempre como incógnitas desafiadoras”.(...) “Graças aos medos aprende-se como fazer-se algo, o que realmente se deseja fazer e para que se quer realizar”.(...) “Mesmo quando superado o medo, isso não significa a sua eliminação total e absoluta, pois que novas situações podem exigir precaução e vigilância que se apresentarão em forma de temor”. (...) “Evite-se a posição intransigente de não se desculpar pelos feitos infelizes, pelas ações transtornadas”. (...) “ O medo é sempre injustificável, seja como for que se expresse”.

RESSENTIMENTO
“O ser humano , em face da sua procedência espiritual é portador do anjo e do demônio em latência, devendo desenvolver as inesgotáveis jazidas portadoras das elevadas manifestações adormecidas”(...) “Em decorrência da inevitabilidade do sofrimento, o caminho único a ser percorrido é a sua superação”.

Fonte: Conflitos existenciais / Joanna de Ângelis; psicografado por Divaldo Pereira Franco. Salvador, BA: Livr. Espírita Alvorada, 2005.

quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Gostinho de Rejeição

Sinceramente, eu nunca esperaria que isso acontecesse comigo. Ser rejeitada para fazer trabalho em grupo nunca passou pela minha cabeça. Foi uma sensação nova e não muito agradável (obviamente). rs O motivo? Acho que nunca saberei e não sei se vale a pena investigar. Arrisco dizer que tenha sido para evitar conflitos ideológicos, o que eu mesma procuro evitar. Agora, poderia ter sido uma rejeição ou mais simpática ou mais sincera, ou seja, minta para mim ou diga a verdade. Engraçado que nessa situação eu acredito preferir a mentira, o que vai totalmente contra o que acredito. Sentiu a incoerência? Dei um nó no cérebro! AHHHHHH!

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Falta do que nunca tive

De vez enquando essa sensação me acomete. Meus avôs morreram quando eu ainda era criança e pouco lembro de passar tempo com eles. Hoje na sala de espera para fazer o exame de sangue, eu estava cercada deles e não pude evitar de sentir falta de ser mimada por um avô. Mas como é possível me sentir assim, querer esses momentos, criados pela minha mente só de ver, olhar outros netos estarem com seus avôs. É um sentimento fabricado, fantasiado, criado, algo intangível, algo que talvez (provavelmente) eu nunca terei.

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Balanço das férias

Finalmente voltei às aulas! Duas semanas atrasada, mas melhor tarde do que nunca rs
Quanto às atividades que prometi a mim mesma foram todas cumpridas; vi os amigos, saí, li, estudei. Deixo agora minhas matérias para esse 5º. período de Procult.

domingo, 23 de setembro de 2007

Mais 1 ano...

Hoje mais um ano se adiciona a minha coleção de anos. Às vezes eu preferia colecionar outras coisas, como fotos, livros, sorrisos, abraços, amigos. Bom, eu os coleciono, mas não existe um dia para comemorar isso...Eu gostaria de poder afirmar que aprendi tudo que deveria neste último ano, mas não tenho como medir.
Aniversário para mim significa uma oportunidade para comer coisas diferentes e passar um tempo com a família e os amigos. Eu não peço mais nada. É uma pena este estar com uma sensação tão estranha, acho que é por causa dos recentes estresses e o esgotamento mental e emocional. Bom, fiquem com uma foto de hoje de manhã, quando a cesta de café da manhã chegou ;)

sábado, 22 de setembro de 2007

Bienal do Livro 2007

Quando eu penso em bienal, meu primeiro pensamento é "paciência". Porque é preciso tê-la pra enfrentar um programa desses! Mas isso não diminui a importância de participar de um evento tão imperdível para nós que amamos os livros. Eu gostaria de ler muito mais do que leio, porque conhecimento existe demais por aí. Bom, diferentemente de dois anos atrás, dessa vez comprei dois: "Freud e o estranho - contos fantásticos do inconsciente" e um livro espírita "Conflitos existenciais". Apesar do cansaço, valeu a pena!
Nota mental para a Bienal de 2009
Listar os nomes dos livros e suas editoras antes de ir =PP

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Geringonça de ontem!!!

Não sabemos ao certo se o dia oficial do evento mudou ou não, por isso talvez, as pessoas não estão sabendo que ele não tem acontecido na última quinta-feira do mês. Apesar da alta qualidade da programação, o espaço esteve longe de ficar entupido de gente. Bem diferente de algumas edições atrás quando teve Pedro Luis. O Workshow foi bem animado, teve: Zéu Britto e Sol na Garganta do Futuro. Meus aplausos e reverência para o segundo, porque eles deram um super show!!!







E aproveintando divulgo pro pessoal que tem banda,
que as inscrições para o Movimento Som estão abertas
até 29 de setembro!!! Participem!!!

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Da época da Ditadura

Grande piada formada por frases que nossos governantes falaram e que fizeram rir na época, e ainda fazem.

Médici: “O Brasil está a um passo do abismo”.

Geisel: “O Brasil deu uma passo a frente”.

Figueiredo: “Ninguém segura o Brasil”.

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Team Chicago Brasil no Sportv

É o TCB aparecendo na mídia!!! Desejo a todas as colegas que treinem com afinco e explorem suas potencialidades. Parabéns time e Alexandre!

Assistam à reportagem feita pelo Sportv neste link:http://sportv.globo.com/SporTV/Home/0,,4931,00.html Quando abrir, procurem, abaixo e a esquerda - VIDEO EM DESTAQUE, clique em cima para ver o video. Você pode optar por TELA MAIOR ou TELA CHEIA

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Festival do Rio 2007

de 20 de setembro a 4 de outubro de 2007.

Escolhi alguns filmes do Festival do Rio que me pareceram interessantes e gostaria de ver...aqui estão seus nomes e uma pequena sinopse.

Pintora aos 4 anos
A história da pintora Maral Olmstead, que com apenas 4 anos, foi comparada a Pollock e a Picasso.

A era da inocência
Jean-Marc vive dividido entre um mundo de sonhos, onde é um artista consagrado, e a realidade, bem menos glamurosa.

Medo da verdade
Dois detetives investigam o misterioso desaparecimento de uma menina.

Morte do presidente
Depois de um discurso, o presidente americano George W. Bush é atingido e morre no hospital.

O nome dela é Sabine
A atriz Sandrine Bonnaire narra a história de sua irmâ, autista de 38 anos.

Paprika
Pesquisador inventa um aparelho que permite o acesso aos sonhos dos outros.Mas ele é roubado.

Síndromes e um século
De uma clínica rural a um moderno hospital, médicos conversam e demonstram felicidade em coisas aparentemente insignificantes.

Sonhando acordado
Dormindo, Stephane Miroux é um carismárico apresentador de tevê. Acordado, tem um trabalho chato numa editora de calendários.

Para mais informações acesse: http://www.festivaldorio.com.br/site/

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

Irritando Antinarelli

Hoje eu lembrei de algo que aconteceu quando eu estava no 2º. ano do 2º. grau, com 16 anos. Tinha um professor de matemática – Antinarelli – que era o mais calmo de todos os professores que tínhamos, ele parecia mais um seguidor fiel de Buda. Sua fala era mansa, como um sussurro, dando a ele um aspecto muito frágil. Todos o adoravam e não havia realmente porque ter algo contra ele.

Até que aconteceu naquele dia. As várias carteiras estavam espalhadas como de costume, fora de alinhamento, todos conversando. Eu tinha acabado de juntar minha carteira com a de uma amiga, quando ele pediu para o nosso lado da sala enfileirar as carteiras direito. Eu fiz menção de levantar, mas a minha amiga me convenceu a ficar, já que não estávamos conversando. Ele pediu mais uma vez.

Um segundo depois, eu só vejo o professor descer do tablado, vindo na minha direção, com uma certa atitude de quem está sendo contrariado e encontrava-se sério.

“Por que você não ajeitou a carteira?”

“Eu não estava conversando.”

E então, foi aí que surgiu o bordão que seria repetido diversas vezes aqui em casa...

“Você se acha especial?”

Eu fiquei paralisada. Nunca esperaria uma resposta tão afiada e desarmadora.

“Não...”

“Por que você não fez o que eu pedi? Todos fizeram, só você que não.”

Eu fiquei lá, sem fala.

“Desculpa, professor.”

Hahahahaha! Eu cheguei em casa bufando, falando mal, fiquei sentida bastante tempo. Curiosamente, no ano seguinte eu realmente fazia parte da turma especial do Martins rs se ele perguntasse de novo eu já poderia dizer de boca cheia que era especial sim! hehehehehe

domingo, 16 de setembro de 2007

Como uma bateria de celular

Sabe quando a bateria do celular está viciada e ela passa a não carregar direito, descarregando cada vez mais rápido? Era assim que estava me sentindo ontem. Por mais que eu dormisse, descansasse, me distraísse, o cansaço não ia embora. As dores pelo corpo, o cansaço mental. Acredito ter sido culpa dessas duas últimas semanas que foram super estressantes pra dizer o mínimo.

Semana passada fiquei na expectativa de levar a Dolly pra tirar as verrugas, mas acabou que ficou pra essa semana. Fomos segunda-feira e foi horrível vê-la derrubada pela anestesia geral, muito tenso. Eu quase chorei rs, mas aguentei firme. E quando achávamos que o pior já tinha passado, no dia seguinte à operação, ela passou o dia andando com duas patas praticamente, meio se arrastando, tadinha! Com dor, e calhou dela ter uma recaída respiratória, ficou tossindo, foi difícil manter o remédio, porque ela estava vomitando por causa da tosse. Um horror só! Sem contar com a insegurança de vê-la desse jeito. Mas felizmente no terceiro dia ela já estava caminhando pra normalidade. Ufa!

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Confessions of a Broken Heart by Lindsay Lohan

Ok, this post is dedicated to Stacey - my long time friend from England - and so she can undestand the post I will write it in English ;)

Today I just wanted to put here the link to Lindsay´s clip on YouTube. Why? Well, I´m not a fan or anything of her, but I really enjoyed her new clip, the song is so emotional and strong and the video makes it even more powerfull; she did really well in my opinion. Take a look and see for yourself.

http://youtube.com/watch?v=M4Fyg08kHUM

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Brasil Perdido

E não foi dessa vez que as coisas começaram a mudar para o Brasil...foi com pesar que soube que o Renan Calheiros foi absolvido =/

Eu quero os nomes desses 40 caras e dos 6 que não votaram!!! Cadê os nomes?!!!!

terça-feira, 11 de setembro de 2007

Trilha em vídeo!!! Peça já a sua!!!

Finalmente saiu o vídeo de nossa primeira trilha, ficou bem legal a edição ;)

http://youtube.com/watch?v=v4kHOZ9zWPs

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

Apenas Idiota e Vozes

De vez enquando, eu me meto a escrever como vocês já devem ter percebido =PP Mas e agora? Só faltava cantar! Apesar da timidez coloco aqui uma versão muito tosta que acabei de gravar com o mp3 de uma música que fiz há algum tempo já.

Sou péssima com ritmo, melodia e etc, tanto que minha mãe falou que "Vozes" ficou muito parecida com a "Solamente". Mas o que aconteceu, foi que o Pedro me enrolou e acho que nunca trabalhou a "Vozes". Gostaria de colocar aqui pra quem quiser ouvir, "Vozes", com a minha terrível gravação, e "Apenas Idiota", a música que a ALVEJANTE estreiou no ZIMBAMUSICAL, essa última quarta-feira e que me deixou super emocionada :) Nessa versão, vocês ouvirão (se baixarem, obviamente rs) voz e violão. E aqui vão as letras:

SUPER ULTRA OCUPADO OU APENAS IDIOTA
Por Clarissa

Você só pensa nela
Desencana dela
Perceba a sua volta
Isso é uma armadilha

Pule deste barco
Ele está furado

Vamos afundar
Nos afogar

Não me leva junto
Vai sozinho

2 de outubro de 2006

http://rapidshare.com/files/54138484/Apenas_Idiota.mp3.html

Vozes
Por Clarissa

Vozes me sufocam
Impedem meu sonhar
Meu voar

Refrão
Seus egoísmos
Me destroem
Consomem minha paz

Seus jogos
Me espantam
Confundem meu pensar

Deturpam a verdade
Impedem meu sonhar
Meu voar

Refrão

Deturpam a verdade
Impedem meu sonhar
Meu voar
Seus jogos...

10 de dezembro de 2006

http://rapidshare.com/files/54131856/vozes2.WAV.html

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Impunidade, não!

Eu gosto de conversar sobre política com os meus pais, eles têm tanto conhecimento pra passar...Eu acabo aprendendo com eles a partir de pequenas doses quando eles explicam melhor o por quê da conjuntura do país agora.

O assunto de hoje foi o CPMF, Contribuição Provisória sobre a Movimentação ou Transmissão de Valores e de Créditos e Direitos de Natureza Financeira (desculpe o palavreado), criado inicialmente como forma provisória de arrecadação que vai para saúde ou que pelo menos deveria ir. Pelo o que entendi, havia a idéia de criar-se um imposto único e abolir os outros vários que existem, mas aparentemente a idéia que vingou foi a dessa provisória.

Eu só sei que ficou claro pra mim que se você juntar todo o dinheiro arrecadado e seguir o orçamento, teoricamente daria para saber onde ocorrem os desvios, mas como os que fiscalizam o governo estão malcomunados as coisas nunca são cobradas, a tal impunidade que tanto se ouve falar.

Além do orçamento já definido, parece que o político pode pedir uma verba para algo específico como uma ponte, uma estrada. Aí acontece o que já estamos todos acostumados a ver, a verba é liberada, mas as obras ficam pela metade porque o dinheiro foi enbolsado.

O que fazer diante desse país corrupto? Não acredito que a nossa solução venha a acontecer nos próximos anos, esse é o tipo de mudança que demora para acontecer, porque as pessoas têm de se conscientizar, politizar, conhecer o seu meio. A solução? Eu acredito em uma luta diária para transmitir informações vitais para o cidadão, instigando curiosidade, questionamentos para que todos possam exercer seus direitos e deveres e acima de tudo cobrar do Estado.

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

O Vazio depois da Tempestade

Apesar de toda discussão, fiquei satisfeita com o resultado. Você diz que eu não sei resolver as coisas, tomar decisões, mas não vejo VOCÊ fazendo muita coisa. VOCÊ que não sabe enfrentar as situações e começa a se exaltar, descontando sua frustração nos outros.

Eu não queria desprezá-lo, mas ficar indiferente ao sermão foi algo delicioso. Ouvi palavras cheias de revolta, mas isso não me atingiu, porque sei que minhas atitudes são nobres. Estou lutando por quem amo e não há nada de errado nisso. Só gostaria que houvesse um apoio, mas tem gente que não consegue enxergar pelo outro lado.

É difícil bater de frente com alguém, mas isso me ensinou algo valioso. Entendi algo que já havia lido, entretanto compreendo agora seu real significado.

“Nascemos sozinhos e morreremos sozinhos”.

Em certos momentos estamos sozinhos, mesmo rodeados de quem amamos, mas nem sempre eles nos entendem, e é nessa hora que você tem de tomar uma decisão, se quiser que algo aconteça.

terça-feira, 4 de setembro de 2007

Mídia Espontânea


Termo usado para nomear a divulgação que não foi paga para divulgar. Geralmente ocorre quando o evento acaba tendo uma grande relevância na sociedade ou que pura e simplismente chama a atenção por sua irreverência. Exemplo acima, clique para aumentar.

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Meu Calcanhar de Aquiles

Definitivamente o meu ponto fraco é a Dolly. Já enfrentei diversas situações em que consegui manter a razão e não me entregar à sensibilidade até que tudo estivesse resolvido. Não que eu tenha passado por catástrofes, mas quando algo acontece, aprendi a manter a calma e tentar passar isso para os que estão à minha volta.

Mas quando se trata da Dolly...Eu fico sem dormir, choro por besteira, sinto um aperto no coração...Não consigo voltar a ser eu mesma até ter certeza que ela está bem, saudável, feliz. Eu não consigo nem deixá-la no hotelzinho de cachorros sem me debulhar em lágrimas!!! Espero que essa semana dê tudo certo. Vai dar sim, tenho certeza!

Felizmente eu consegui encontrar uma calma em algum lugar dentro de mim, porque preocupação e negativismo não ajudam em nada qualquer situação. Pensemos positivo.

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Você sabia?

Que a palavra mussarela não é a tradução correta para o português? Na verdade, ela é uma adaptação do italiano muzzarela, mas de acordo com o nosso pai dos burros o correto seria MUÇARELA. Estranho, né?!

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Álister BOTA FOGO em tudo!

Em homenagem ao clássico Botafogo x Flamengo, a banda Álister botou fogo no Teatro Ziembinski, com o evento ZIMBA MUSICAL. O evento contou com mais duas bandas: Estado de Alerta e Almanaki e teve o maior público da história da banda, muita gente enlouquecida!! Aqui está uma foto da noite:

Reparem como dentro do teatro uma alma penada acompanhava o show e logo depois tudo caiu abaixo!!





terça-feira, 28 de agosto de 2007

Produto da "pior vontade de viver" de Martha Medeiros

Sobre a última crônica da Martha Medeiros, colunista da Revista "O Globo", mandei um email para ela:

"Fiquei meio chateada ao ler sobre a “pior vontade de viver” e não conseguir enxergar esse dilema em minha vida. Será que não vivi o suficiente? Será que não percebi esses momentos em que minha vontade foi contra a vontade da sociedade? Será que cresci conformada e sem vontade própria? Forço-me a acreditar que não sou uma desalmada, e na melhor das hipóteses torço para que minha vida até aqui tenha esse sentimento de vazio ao me confrontar com tal conceito por um motivo individual meu. Prefiro acreditar que eu ignoro a sociedade e me sinto excluída desse dilema porque vivo no meu próprio mundo com as minhas próprias leis, deixando a pior e melhor vontade fluirem desapercebidas. "

E recebi a seguinte resposta:

Clarissa,sua vontade de viver é imensa, é isso que importa! Obrigada pelo texto, um grande beijo! Martha

Legal, né?!

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Atuar

Quem quiser que me acompanhe. É engraçado como depois de acompanhar algumas atuações de atores ou atrizes parece-me que há mais canastrões no mercado do que bons profissionais. Mas, afinal, o que é ser um bom ator?

Porque tem gente que atua somente em determinados tipos de histórias e outros ainda que tem uma característica própria interessante e que acabam imprimindo isso em todos os seus trabalhos...Claro que existem graduações, aqueles atuam bem como si mesmos, aqueles que transitam bem no drama, outros que fazem o mesmo na comédia, mas depois de um tempo, vendo muitos personagens de um mesmo ator, acaba que não existe mais aquele toque de surpresa. Cada um é cada um realmente, mas talvez o melhor profissional é aquele que consegue transitar entre diferentes atuações. Existe o critério também do quanto aquele ator nos faz acreditar na história ou no que ele está falando, mas na verdade os roteiros de hoje não deixam muita brecha para a atuação realmente aflorar, pois outros aspectos cresceram em importância.

Eu lembro de ter sentido muito bem essa desvalorização pela atuação na época em que estreiou no Telecine a refilmagem do filme “O Vôo da Fênix”. Eu vi primeiro o original e como não havia muitos recursos na década de 60, com certeza o que era super valorizado era a atuação, por isso o original dá um banho no remake. Nenhum nome me vem à cabeça como exemplo de bom ator ou atriz e isso me deixa angustiada. Talvez isso seja fruto da enorme quantidade de atores que existem hoje em dia, são tantos e fazem tantos filmes, que não existe mais aquela preocupação de pensar sobre a profundidade de um personagem. É uma produção em série, reflexo da velocidade de hoje.

Esse fim de semana, um ator foi mencionado e ele exemplifica a excelência em um gênero específico: Selton Mello, é claro que ele tem um ótimo timing pra comédia, mas parece que muitas vezes suas atuações acabam estereotipadas.

Rapidinha da Trilha

Vlamir: Mãe, vou almoçar fora hoje.
Mãe: Vai aonde, meu filho?
Vlamir: Na TRILHA!

domingo, 26 de agosto de 2007

TRILHA! TRILHA! TRILHA!

Agora já virou hábito! Domingo é dia de TRILHA! Márcio já comprou um Timberland e o Marcelo uma mochila da Trilhas & Rumos que veio com o cantil do Rambo!! Agora não tem mais volta!

Data: 26-08-07, domingo.

Local: Floresta da Tijuca.

Trilheiros: Carlinhos, Eduardo, Marcelo, Márcio, Pedro, Sabrina e eu. E ainda o resto do pessoal que essa semana esgotou as inscrições e deixou gente na lista de espera! O Trilhas RJ está bombando!!

Dessa vez foram menos horas, mas quebrou mais por causa do sol e do calor. Teve de tudo: a macumba de elite (um jantar completo mais roupas, brinquedos, velas, charutos, santinhos...), formigas assassinas, pão com salaminho da padaria Estellita e muito papo furado!

"Mermão, se tá na TRILHA nada de carro, tem que ir a pé!"

sábado, 25 de agosto de 2007

Orgulho de Irmã

Quem conhece a Débora, sabe como ela é o capeta e de vez enquando tem que ser exorcizada rs Mas ela também pode ser genial quando quer. E esta foi a ocasião. Minha mãe fez o dever com ela, um problema de matemática meio confuso – fácil de fazer por regra de três, mas na idade dela ela ainda não viu isso, e antes de corrigir na escola, minha mãe discutiu com ela o problema em casa.

Chegando na escola, a professora perguntou pra um outro aluno porque ele tinha feito aquela conta e ele não soube responder, a Dedé levantou o dedo e foi lá na frente explicar pra turma. A professora ficou tão surpresa que gritou com ela, uma exclamação de alegria, porque não é comum a Débora estar concentrada e realmente prestar atenção no que está acontecendo na sala de aula rs

Débora: “Foi a primeira vez que a professora gritou comigo por uma coisa boa!”

Muito fofa!

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Geringonça!!!

Acabou que nesta quinta nem deu pra ver muita coisa do evento, chegamos no final e vimos um vídeo e o workshow. Este último bem diferente por sinal rs Foi Dado Villa Lobos com um grupo grande de ciranda. Eles começaram com uma gritaria com a intenção de aludir a um terreiro de macumba, acredito eu. E foram bem, porque realmente parecia, muito bizarro! rs O Dado nos pareceu meio antipático, mas o Pedro defendeu ele dizendo que era o jeito dele...Não tem muito como saber, só que ele não parecia estar gostando de estar ali, sei lá...No final a cirando abriu uma roda e geral entrou, pena não termos entrado, a Pat até pareceu que queria, mas o Pedro autista nem se animou hehe vimos a bagunça de fora.

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Do you know the feeling?...

Sabe quando você fica com a impressão de que você foi enganada, manipulada e por aí vai?! Quando você percebe que ele falou pra outras garotas a mesma coisa que falou pra você!!! Bom, deixa pra lá...

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Merchan e doce de leite

Gente, a trilha comentada nos últimos dias foi feita com os guias responsáveis pelo site Trilhas RJ, quem se interessar eles fazem trilha quase todo fim de semana, com algumas pagas ou gratuitas.
E agora um agradecimento: Valeu, Bel, pelos potes de doce!!! Você fez uma criança feliz, eu! rs

terça-feira, 21 de agosto de 2007

Cadê o mico?!

Tem um mico escondido na foto abaixo, quem encontrá-lo ganha uma bala!!!

Dica: Clique na foto para aumentá-la!

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Os Picos da Trilha Parte II: Bordões e frases.

“Os índios usavam cabeça de saúva como band-aid” (Vinícius)

“Clarissa, pra mochila!” (Pedro)

“Eu não caí, então pára de rir!” (Carlinhos)

“Essa (mortadela) é pro Santo!” (Pedro)

“Larga esse pano, Mônica!” (Marcelo)

Cla: Que pão é esse?
Pedro: Achei no chão.

“Agora a trilha começa!”

“Só mais duas horas e meia!”

“Cuidado, que a pedra tá solta!”

“Vinícius, vai por cima! Se você cair a gente vai por baixo!” (Clarissa)

“Me dá o pulso...o pulso!”

Quem quiser completar com frases que lembrarem, fiquem à vontade ;)

domingo, 19 de agosto de 2007

Os Picos da Trilha Parte I


Hoje o dia foi paulera! Geral acordou cedão, com o dia escuro ainda, pra prestigiar o nosso querido amigo baiano! Finalmente saiu do imaginário e tomou forma o plano de fazermos a tão falada trilha!!!

Data: 19-08-07, domingo.

Local: Parque Municipal de Nova Iguaçu.

Madrugadores: Marcelo (aniversariante), Pedro, Natália, Vinícius, Márcio, Sabrina, Carlinhos, Roberiton, Paula, Mônica, Diogo e eu! Sem falar nos guias super gente boa: Fábio, Vlamir e o outro que eu não fiquei sabendo o nome.

Missão: Terminar a trilha com bravura e sem desovas!

Tempo para missão: 8 horas de muito sobe e desce, algumas sambadas, momentos de decisões importantes (por cima ou por baixo?!?!?), tensão na hora de segurar o cano e sempre que havia uma brecha, uma pausa sequer, um lanchinho esperto era sempre bem vindo, não é não, Mônica?!

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Entre Curvas

Ao longe, vejo a curva, aquela que vai dar na rua que eu tanto gosto. A expectativa cresce à medida que o espaço encurta. Vou chegando, passo a passo, ao meu mundo paralelo.

Essa rua me acalma. Caminho sozinha entre os carros; só eu existo naquele instante e nada mais. O silêncio, a brisa e o abandono, juntos, me isolam. Ouço um carro chegando devagar e isso completa a cena. Tudo é belo! E agradeço cada ar puro sorvado, vindo da natureza à margem.

Durante o pequeno percurso eu sorrio e estou feliz, não há outro lugar em que eu gostaria de estar; por alguns momentos, tudo parece estar em câmera lenta.

Pudera eu permanecer aqui, ouvindo os pássaros cantar; mas a próxima curva já vem vindo, cada vez mais perto...cada vez mais perto...cada vez mais perto...

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Projeção do Eu

Um tempo atrás eu li em um livro que quando você se irrita com atitudes de outras pessoas, é bem possível que você esteja projetando alguma coisa que você não gosta em você mesmo. Essa afirmação me pareceu muito forte e falsa, mas consegui analisar um exemplo que talvez comprove este fato como verdade. Vamos ao caso.

Eu costumo me irritar com aquelas pessoas histéricas em shows, que ficam pulando e gritando...e parando para analisar essa minha revolta sem sentido, talvez eu quisesse ser mais espontânea ou me permitir aproveitar de forma mais livre um show qualquer...é um bom exercício pensar sobre essas razões de ser sem motivo aparente.

terça-feira, 14 de agosto de 2007

O Tempo

de Mário Quintana

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher da sua vida. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. O segredo é não correr atrás das borboletas... É cuidar do jardim para que elas venham até você. No final das contas você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando você.

Legal essa, poesia, poema, não sei direito o que é...Mas eu não entendi uma coisa...se todos seguirmos isso e cuidarmos do jardim e esperar que venham até nós, todos estaremos esperando alguém que nunca vai chegar, porque estamos todos esperando...esperando... esperando...Esperando Godot. Não é isso? Alguém concorda? Discorda? rs
Nat: "Ele quer dizer que não devemos procurar e sim esperar acontecer". Profundo isso.

domingo, 12 de agosto de 2007

À Luz do Luar


O cansaço era tanto que meu corpo e a cama pareciamos um só; o calor emanava das minhas extremidades em contato com o lençol resultando assim, em um conforto merecido. A gravidade agia com mais intensidade do que nunca, pesando...sim, eu estava desligando-me , rumo ao relaxamento, aos sonhos, fantasias, o descanso finalmente!

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Por que você pára no sinal vermelho?

Presumindo que todos respeitamos as leis de trânsito, como motorista, você já parou para pensar por que você pára no sinal vermelho?

Qual a primeira resposta que vem na sua cabeça? Quem quiser responder, fique a vontade se não...bom, pelo menos fiz vocês pensarem no assunto rs ;)

quarta-feira, 8 de agosto de 2007

O caso do celular

Com a facul aprendi a desligar o celular quando ia dormir, o(s) culpado(s)? Pessoal ligava no meio da noite hehehe Não estou reclamando, só acho engraçado alguém ligar 1 hora da manhã...Tem gente que pensa que se o celular está ligado a pessoa está disposta a atender a hora que for e realmente faz sentido; e por isso passei a desligar à noite. O curioso aconteceu bastante tempo depois....chegando atrasada pra um trabalho de grupo....

Cla: Desculpe o atraso, só recebi a mensagem hoje de manhã quando liguei o celular.

Carol: Você não deixa ligado?

Cla: Não.

Carol: Por quê?

Cla: Eu desligo quando vou dormir pra não ser acordada.

Carol: Mas e se algum amigo seu ligar?

Cla: Eu acho que não tem nada pra ser resolvido durante a noite.

Carol: E se algum amigo seu estiver bêbado e precisar da sua ajuda?

Cla: Não acredito que nenhum amigo meu vá me ligar pra isso. Até porque, o que eu poderia fazer?

Carol: Mas e se acontecer um acidente?

Cla: Bom, se acontecer algo sério mesmo podem ligar pro telefone da minha casa, não pro meu celular.

MORAL DA HISTÓRIA: amigos bêbados e acidentados liguem pra minha casa e não pro meu celular =PP

terça-feira, 7 de agosto de 2007

Os Embalos de Sexta-feira à Noite Parte III

Finalizando a noite desta última sexta-feira, na hora de pagar a conta no “Hideaway”...

Cla: Pode usar minha calculadora.

Drica (alegra já): Pra que você anda com uma caculadora?

Roriz: Ela teve curso hoje e veio direto.

Drica: Curso de quê?

Cla: Português!

Drica: Pra que você precisa de uma calculadora???

Isso tudo aos berros, mas eu tenho que concordar que ela tinha razão hehehe

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Os Embalos de Sexta-feira à Noite Parte II

Sim! Chegamos a tempo para a peça; e até com tempo de sobra! Isso não era nenhum mistério, até porque eu não poderia criticar algo sem ter visto, né?! rsrsrs

Não encontramos banheiro algum na galeria e não fomos no do teatro...Sem palpite nessa área portanto... hehehe Curiosamente havia uma plaquinha metálica que alertava para proibição de permanecer armado no local, ou seja, se você estiver de passagem pode! O.o

Recrutamos uns pedaços de pé-de-moleque de presente para a Drica pele aniversário dela e então rumamos para a comemoração do mesmo no “Hideaway”, que por sinal é bem escondido mesmo, em Laranjeiras.

E o Caio Blat? Onde ele se encaixa nessa história toda? Vimos ele entrando na galeria do teatro e ele veio falar com a gente, mas estávamos muito ocupadas prestando atenção no carro do pai da Roriz que ia nos pegar... =PPP

domingo, 5 de agosto de 2007

Os Embalos de Sexta-feira à Noite Parte I

Começamos nossa noite bem, a Roriz e eu. Assim como toda turma de procult, fomos convidadas para assistir de graça a peça “As Vizinhas” no TEATRO LEBLON. Pessoal deu muito mole porque a peça faz rir pra caramba, tipo uma terapia de riso mesmo hehehe As atuações começaram meio exageradas demais, mas logo a comédia fluiu legal tendo diversas boas sacadas. Eu recomendo!

Agora, porque você acha que o nome do teatro está em destaque??? Bom, é pra ninguém cometer o mesmo erro que nós!!! Tudo culpa da Roriz, né?!

Chego eu toda tranqüila, depois de experimentar 40 minutos da integração do metrô para o Shopping da Gávea, apreciando o local, visitando as instalações do banheiro (pra variar, né?!) – ele agora tem a minha aprovação de qualidade ;)

Assim faltando 30 minutos para começar a peça, rondamos o shopping procurando o teatro e acabamos por descobrir que não era ali porque afinal de contas, o que o teatro Leblon estaria fazendo no Shopping da Gávea?!?! Nada como uma adrenalina!!!

Será que conseguimos chegar a tempo?!?!?! Qual terá sido a importância do Caio Blat nesta noite? Será que o banheiro do teatro Leblon foi aprovado pela minha super relevante inspeção? O que alguém armado e comendo pé-de-moleque tem a ver com qualquer coisa? Essas e outras explicações no próximo capítulo de “Fatia de Limão”!!!

sábado, 4 de agosto de 2007

Sobre o meu sumiço!!!


Caso alguém tenha dado pelo meu sumiço...Foi tudo culpa do Harry!!! Essa semana reli o sexto livro "Harry Potter e o Enigma do Príncipe" e estou terminando de ler o sétimo e último livro da série - "Harry Potter e as Relíquias da Morte"! Ainda faltam três capítulos, mas já deu pra desvendar váááários mistérios. Falta só saber se ele morre ou não no final, o que na verdade eu já tenho uma dica porque a Nat já leu e comentou algo...E olha que tem que ter estômago pra ler porque quase todo mundo morre!! Isso todos já meio que sabíamos, mas é uma tristeza só!!! Quem quiser dar uma olhada na tradução tosca que já fizeram, antes da original sair em novembro, é só pegar aqui ou na comunidade do Orkut, Máfia dos Livros.

Próximo assunto: Os Embalos de Sexta-feira à noite Parte I hehehe

segunda-feira, 30 de julho de 2007

Karma – Sobre Parentesco e Reencarnação

Requisitamos em prece
Inimigos por parentes
E ao revê-los, ombro a ombro,
Reclamamos descontentes.

Às vezes, a filha ingrata
É aquela jovem sofrida
Que abandonamos à rua
Nos prazeres de outra vida.

Filho criando problema,
Tristeza, mágoa, perigo:
Adversário de outrora
Cobrando débito antigo.

Noras cruéis, genros brutos,
Pai tirânico e violento,
São contas do crediário
Resgatando a sofrimento...

Rusgas, brigas e desgostos,
Espinheirais do passado,
Pagamento a prestações
De culpas por atacado...

Nossos erros de outras eras,
Ódio, inveja, tentação,
Retornam pela família
Na lei da reencarnação.

Fonte: XAVIER, Francisco Cândido pelo espírito Cornélio Pires. Retratos da Vida.

Aqui está um pouco da cultura espírita que na verdade não se pretende ser encarada como religião, e sim como um modo de vida. Uma 'ciência' muito interessante que nos concede respostas e consolo em momentos de desespero ou desesperança. A grande verdade está lá fora e dentro de nós mesmos, só não sabemos ela ainda porque não é necessário agora e provavelmte incompreensível para nós em nossos corpos físicos ou neste estágio de evolução.

domingo, 29 de julho de 2007

Não mandem em mim!...ou mandem?

Odeio quando me mandam fazer algo, já fui pior...respondia, gerava discussões...aprendi a ficar calada, evitando assim o confronto. Mas por mais que eu odeie, tenho que admitir que quando mandam, eu começo a pensar sobre o que foi mandado e concordo que eu deveria estar fazendo o que me mandaram fazer =/ Eu não gosto de admitir, mas é verdade. É a brecha para se tomar uma atitude! Fazer porque se conscientizou da importância daquilo ou não fazer...de birra, de orgulho, de raiva...Quando o assunto é realmente importante acabo passando por cima e acabo fazendo...Ninguém gosta de estar errado...Hoje eu respondi, argumentei, agredi, bufei, mas vou acabar fazendo...AHHHHH...!!

sábado, 28 de julho de 2007

Patinação no gelo

ÓÓÓtimo dia hoje! Patinamos, rimos, tiramos fotos, caímos...bom, só a Dé caiu né! rs Foi parar duas vezes na enfermaria tsc tsc tsc E ainda disseram que eu tinha cara de 15 aninhos só pra variar...Nem precisei dos apetrechos de segurança...ainda bem, porque ninguém merece aquele capacete enorme pra bagunçar o cabelo =PP

sexta-feira, 27 de julho de 2007

Geringonça no Sesc Tijuca


Como é bom reencontrar os amigos!! Pedro, sumido da facul, Thiago, turista da facul, outros amigos de vários lugares, quem não foi ao Geringonça perdeu um belo fechamento de um trabalho de três meses da galera de produção!! Teve SLIVERS, Pedro Luis (sem a parede que foi deixada na esquina), Manacá, churrasquinho, bolo de cenoura, noivas, um cara estranho chamando as pessoas pra sair no domingo e um papo esperto entre os amigos enquanto rolava as manifestações artísticas.

Chamando a atenção para a estréia do nosso querido amigo Pedro Maia no posto de diretor e da Sabrina que montou uma ambiência bacana. E tudo isso de graça!! Melhor que isso só dois disso, como minha avozinha costumava dizer hehehe