quarta-feira, 19 de agosto de 2009

meio acordada

Por Clarissa

fecho os olhos
e a verdade grita
desfila na minha frente
finjo não ver
desvio minha atenção
e ela exige uma ação
qualquer uma que seja
abro os olhos e
distraio-me
ela se perde e volta
a vigília
chacoalha os cristais que
refletem e cegam
escondo os olhos e me perco
na sala branca
na sala escura fecho os olhos e
enxergo a verdade
ela está próxima e brinca
ainda não estamos prontos
_____________________
17 de agosto de 2009

2 comentários:

MisterJaPa disse...

tem algum motivo pra seus poemas terminarem com um 'sublinhado' gigante?

Pela sua descrição fiquei com vontade de ver o filme...
...
O.O
perae, eu já ouvi falar disso. Meu amigo me falou hoje disso!!!!!

Coincidência absurda. Ele já tinha me falado há um certo tempo, mas ele me relembrou hoje, escreveu o nome no meu caderno e tudo pra eu não esquecer, sério to com o caderno aberto na frente do pc. Mais um motivo pra eu ver o filme.

Cla452 disse...

O traço? É só diagramático rs pra separar o poema da data =)

Adoro coincidências! =DDD