domingo, 22 de maio de 2011

Cyst free

Foi uma experiência legal, apesar das circunstâncias: passei o dia com os meus pais, e que ótimo dia! Fomos todos cordiais uns com os outros e não houve sequer discussão. Não que isso não seja comum, mas hoje foi especialmente agradável =D

Chegamos no hospital quase 7h30, subimos pro quarto e esperamos a enfermeira para eu poder me aprontar para o centro cirúrgico. O anestesista veio conversar comigo, explicar o procedimento, pegar exames e conhecer melhor a minha saúde. O meu cirurgião já tinha vindo pegar alguns outros exames e, logo mais, um outro enfermeiro vinha me buscar.


Já na sala de cirurgia, colocaram a intravenosa, injetaram uma anestesia inicial fraca, respirei oxigênio e depois ministraram a anestesia pra valer, e apaguei. Acordei com eles pedindo para eu tossir para expelir o tubo, tossi o resto do dia, e foram me fazendo perguntas para acordar, “pergunta o CPF dela!” Não melhor, “quais os números megasena?” Depois de pensar um pouco consegui gritar um “sei lá” rs Mas a vontade de dormir e não falar nada era grande. E ainda lembro de uma picada no braço direito...deve ter sido pra acordar mais rápido, nem vi o tamanho da agulha, mas ficou um pequeno hematoma e ardia, vez ou outra, durante o dia.

Já no quarto, o médico fez as últimas recomendações, deu a lista de remédios e disse que eu estaria liberada às 18h. Coloquei gelo no local e a operação foi tão bem feita que quase não dá para perceber, está só um pouquinho inchado.

Tomei soro a tarde toda, novalgina, outro remédio pra dor e antibiótico. Tomei sopa, comi gelatina de morango e mais tarde uma vitamina de banana com melancia e maçã. Assistimos ao jogo do Botafogo sem som (a tevê estava com problema) e fui ao banheiro inúmeras vezes.

É, acho que foi isso.

Essa semana, então, nada de esteira ou kung fu.

p.s. nada de contar piadas nos próximos dias, eu não posso rir =p

3 comentários:

MisterJaPa disse...

O que um bolinho disse pro outro?

Mr. Anônimo disse...

"AH! UM BOLINHO FALANTE!"

Cla452 disse...

Quem dera eu pudesse comer um bolinho agora...e salgado, não aguento mais doce!